terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Uma pequena seleção

Sem nada interessante para fazer, trago aqui uma pequena seleção de clipes e músicas que acho interessantes e criativas. Minha humilde visão, sem profunda análise. Não sou crítico musical, nem visual. E também não faço listas de melhores e piores. Só quero compartilhar o que, de certa forma, me tocou de alguma forma.

Relax, take easy - Mika

É uma música bem... Hum... Cof Cof... Diria que demasiadamente feliz demais. Relaxe, é assim mesmo. Acho que a proposta realmente é fazer uma música assim bem light, bem fácil, meio chiclete açucarado que colore a língua.

D.A.N.C.E - Justice

Justice é Justice. Traz nesse clipe um elemento que mais me chama a atenção: a psicodelia, um turbilhão de cores e formas e, o mais interessante, num universo criado em camisetas. Camisetas bem transadas por sinal

Remind Me - Royksopp

O ritmo, a estética, a sincronia são o grande diferencial deste clipe que me deixa embasbacado. Ou até mesmo ressabiado. Esses bonequinhos e essas cidades montadas feito lego. Nada mais minimalista e, ao mesmo tempo, complexo. Royksopp, Royksopp.

3 Tage Wach - Lützenkirchen

Alemão? Estranho? Druff druff druff pra você. Isso mesmo. O que me encanta é o fato de não entender nada e, ao mesmo tempo, me prender nessa sensação meio druff druff druff, meio 3 tage wach sem sentido.

Oxygene IV Penguins - Jean-Michel Jarre

Me falta oxigênio para descrever esse turururumrum tururumrum. O clipe é sintético, seco e, ao mesmo tempo, transforma um mundo feito de papel em uma história repleta de oxigênio. Jean-Michel Jarré, o pai do eletrônico.

Radioactivity - Kraftwerk

Me dê um pouco de radiação e eu explico. Essa música tem alguns elementos que me chamam atenção. O fundo é como se fosse um coral gótico. Há uma mistura dos sons eletrônicos. A voz é serena e meio afônica. Tudo se mescla numa radiação envolvente e persistente. Só falta brilhar mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário